sexta-feira, 29 de maio de 2020

O SAGRADO MASCULINO




O Sagrado Masculino é o resgate da energia masculina, há muito tempo perdida.
Não tem a ver com heterossexualidade, nem com homossexualidade, tampouco com machismo e superioridade sobre qualquer coisa. O Sagrado Masculino é algo maior, que vem de dentro da pessoa e se liga ao grande Deus Sol.
Nele está contido todos os arquétipos masculinos, dos deuses da guerra aos deuses da sabedoria, dos deuses mensageiros e jovens aos anciões e guardiões dos infernos.
Entretanto, o homem moderno perdeu sua essência masculina.
Ele gasta seu tempo sendo ou fingindo um estereótipo criado por uma sociedade hipócrita, baseada no cristianismo.
O homem se tornou fraco, um fantoche manipulado pela mídia, incapaz de praticar sua verdadeira energia.
O Cristianismo destruiu o símbolo fálico, transformando-o em algo sujo, repugnante e vergonhoso.
O Homem foi destituído de seu sagrado falo, sendo assim desligado do grande Deus Sol. O sêmem sagrado, princípio da vida, foi transformado em algo impuro e asqueroso.
Cultuar o Sagrado Masculino é, acima de tudo, um reencontro com o Eu interior. É cultuando o Sagrado Masculino que começamos a ativar a centelha divina que há dentro de cada um de nós.
Há, assim como no Sagrado Feminino, três faces do Sagrado Masculino:

Seher (O Jovem):
O Jovem é representado pela carta número 0 do Tarot, O Louco. É representado pelo Sol da Manhã com toda a sua energia. É aventureiro, quer experimentar através de erros e acertos, quer dominar o mundo a sua volta. Essa fase é acompanhada dos arquetipos de deuses jovens como Marassa, Horus, Bellenos, Apolo, Thor, Òsògiyón, Òsóòsi, entre outros.
Lu (O Homem):
O Homem é representado pela carta 4 do Tarot, O Imperador. Ele é o Sol do meio-dia, vigoroso e quente. Ainda é aventureiro, mas caminha com os pés bem no chão. Dada as experiências boas e ruins, agora é muito mais realista consigo mesmo, conhece seus limites, pensa muito nas suas escolhas e já é capaz de tecer "bons" conselhos aos mais jovens. Seu aspecto protetor e seu poder fálico estão no auge. Alguns deuses que regem essa fase são Hélios, Osíris, Marduk, Ògún, Sàngó, Òbalùwàiyé, Min, Gilgamesh, Dionísios, Baal, entre outros.
Rabi (O Ancião):
O Ancião é representado pela carta 9 do Tarot, O Eremita. É, agora, o Sol do final da tarde, aparentemente brando, mas ainda pode queimar. Há aqui uma transição para a noite, para o lado escuro e, portanto, para o mistério. Além de representar o encontro com o feminino (Noite, umidade, Lua), também representa um encontro com a propria sombra. Essa é a fase na qual o homem pode ser quem realmente é, livre e conhecedor de si mesmo. Os deuses dessa fase são Hades, Cronos, Òsààlá, Damballa, Omolú, Uttu, Gir, Odin, entre outros.
Assim como o Sagrado Feminino está ligado às fases lunares e aos Esbás, o Sagrado Masculino está intimamente ligado às estações do ano e aos Sabás.
O Verão é o ápice de poder masculino, quando ele está em sua plena forma energética.
O Outono representa o recarregar das energias masculinas, ele já se doou no Verão e agora precisa se recolher no útero cósmico afim de se proteger e se revitalizar. Mas com a chegada do Inverno, o homem morre e dá lugar ao poder feminino.
Esse é o momento em que os homens se recolhem ainda mais no fundo da terra, uma postura necessária para poderem ressurgir novos e revigorados, graças ao poder da grande Mãe. Na Primavera, graças ao poder feminino, que é infinito, os homens renascem , como crianças, para evoluírem e alcançarem seus ápice novamente, o Verão.
O Ciclo do Sagrado Masculino é anual, enquanto o Sagrado Feminino é mensal, e os dois formam a dança sagrada cósmica, simbológica, simbiótica, mas imutável.
O Sagrado Masculino é um culto falocêntrico, panteísta e obrigatório aos que querem unir-se à divindade.
Todos nós devemos nos reconectar à nossa essência, à energia que nos formou e nos mantém, para que mantenhamos a vitalidade sagrada.
Fonte: Instituto de Filosofia Oculta

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Rituais para aproveitar o potencial de cada fase da Lua



Único satélite natural da terra, a lua influencia nossa vida mais do que imaginamos. Como a ação é diferente em cada uma de suas fases, nada mais óbvio do que tirar proveito dessas particularidades, o que pode ser feito através de rituais específicos."A lua tem uma relação muito forte com o feminino, com os líquidos, com a água, que é o grande elemento de fertilização e de vida. Também está muito associada às emoções, à fertilidade, à intuição", comenta a astróloga e coach holística Virginia Gaia.

Não à toa, tem ligação com o ciclo menstrual, que dura em torno de 28 dias, mesmo intervalo de uma lunação, o período de tempo entre duas luas novas consecutivas. A seguir, com ajuda de Virginia, listamos rituais que todas as pessoas podem fazer em cada uma das fases lunares. 

Conquistas a longo prazo com ritual na lua nova 

Para a astrologia e a magia como um todo, a lua nova se mostra eficiente para renovação e início de fases e projetos novos - seja uma construção, um empreendimento, um emprego ou mesmo relacionamento. "É interessante trabalhar com ela quando queremos transformação, algo completamente diferente dos ciclos ou padrões anteriores", comenta Virgínia. Nesse período, segundo ela, sol e lua sempre se encontram no mesmo signo. 

O ritual mais indicado para tal fase visa alcançar objetivos a longo prazo. O procedimento é simples: providencie uma vela preta (cor ligada a Saturno, que tem a ver com estruturas e planos de longo prazo) e uma moeda (de qualquer valor) ou pedra (pirita ou outra que tenha tom mais dourado, evocando crescimento e riqueza). Tanto a moeda quanto a pedra representam o elemento Terra. 

Em noite de lua nova, escreva num papel sua intenção, coloque a moeda ou a pedra por cima e acenda a vela ao lado. Deixe-a queimando e, quando terminar, queime também o papel. Jogue as cinzas no lixo comum ou em água corrente. "Pode ser qualquer pedido, desde que tenha a ideia de ser a longo prazo", observa Virgínia Gaia.

Esse ritual é ainda mais indicado no período de revolução solar, à época do aniversário, quando o sol passa pelo signo de cada pessoa. "É muito legal para dar força e consistência em projetos e planos para aquele ano em específico", justifica a especialista.

Lua crescente é ótima para atrair prosperidade

Nesta fase da lunação, tem-se o aspecto chamado de quadratura, com a lua numa posição de 90° em relação ao sol. Do ponto de vista mágico, a fase crescente serve para tudo que precisa crescer e ganhar corpo, desde lucros, o romantismo, as emoções ou a fertilidade até o tamanho do cabelo ou a visibilidade no trabalho. "É ideia do crescimento, do fertilizar", diz a astróloga.

O ritual para crescimento e prosperidade deve ser feito na noite da lua crescente. Para tanto, é necessário uma vela na cor azul escuro (tom ligado a Júpiter, o grande expansor da astrologia), um punhado de grãos (de qualquer variedade) ou ramos de trigo, ambas opções remetendo à multiplicação, além de uma nota de dinheiro (o maior valor que tiver na carteira), para simbolizar crescimento. Mantenha tudo próximo e acenda a vela, deixando-a queimar.

"Mentalize o que você quer, pedindo crescimento, expansão, para que as coisas se multipliquem", ensina Virgínia. Depois, ao terminar, colocar a nota novamente na carteira e use os grãos ou o trigo como item decorativo, seja em vasos ou bowls, tanto na moradia quanto em endereço comercial. "É bom sempre usar próximo da entrada. Se houver algum espaço com espelho perto, melhor ainda! Isso faz atrair, crescer e multiplicar tudo o que há dentro de casa ou do comércio", afirma a especialista.

Ritual na lua cheia reforça o romantismo e o poder sexual

A lua cheia é o ápice da lunação, quando tudo fica mais intenso. Astrologicamente, ocorre o aspecto chamado de oposição, com a lua distante do sol numa relação de 180°. Sol e lua estão em signos opostos, o que faz que tudo chegue ao seu máximo. "É ideal para ativar aquilo que pede força, sucesso, poder, destaque", aponta Virgínia. Além disso, traz mais amor, força, paixão, sedução e intensidade (sexual, inclusive) para as relações. Também atrai gente nova.

Ritual muito bom para aumentar o poder de atração, seja para quem está num relacionamento, ou para quem está solteiro e quer ser mais notado, é o seguinte: pegue uma vela cor-de-rosa (tonalidade ligada a Vênus), uma taça cheia de água e uma rosa, cor-de-rosa ou vermelha - a mais clara deixa tudo mais romântico, enquanto a outra ativa mais o lado passional, porém, mais fugaz.

Em um altar improvisado, acenda a vela, ao lado da taça com água e a flor, mentalizando o pedido para aumentar seu poder de atração e de sedução. Quando terminar de queimar, prepare um banho com a água e a rosa: ferva a água da taça (acrescente mais do líquido para complementar) e, quando alcançar o ponto de fervura, desligue o fogo e acrescente apenas as pétalas da flor. Deixe a panela tampada, em infusão. Quando a temperatura da água ficar agradável, tome seu banho diário e, no fim, jogue essa água de rosas do pescoço para baixo. As pétalas podem ser dispensadas no lixo, normalmente.

Na lua minguante, invoque proteção e afaste as energias negativas

Na última fase da lunação, a lua minguante também está em quadratura (90° em relação ao sol), com o movimento de aproximação até o astro. "É o momento de reclusão, de declínio, de reflexão sobre tudo o que aconteceu desde a lua nova", comenta a astróloga.
A ocasião é excelente para trabalhar temas como concentração e foco, além de rituais de proteção e banimento - para mandar embora o que não se quer mais (uma pessoa, por exemplo) e encerrar ciclos (trabalho, relacionamento etc). Dietas, detox e tratamentos estéticos são ótimos neste período.
O ritual a se fazer atrai proteção e afasta energias ruins. Assim, no fim da fase de lua minguante, dois ou três dias antes da lua nova, pegue uma vela branca, um cristal na cor preta -- pode ser obsidiana, ônix, turmalina negra, hematita bem escura, entre outras -, e um incenso de preferência (lavanda/ alfazema ou sândalo, por exemplo). Basta acender a vela, junto com o incenso e o cristal, pedindo proteção e a limpeza de energias negativa.

Também é possível preparar um banho com essência ou flores desidratadas de alfazema para acalmar a mente e conseguir mais foco. Neste caso, ferva água e, quando atingir o estado de ebulição, desligue e acrescente algumas gotinhas de essência floral ou as flores secas, deixando em infusão até que água esteja em temperatura adequada. No fim do banho diário, jogue a água do pescoço para baixo. "Quem quiser fazer uma limpeza grande pode repetir o banho de alfazema durante os 7 dias de lua minguante", ensina Virgínia.

Lua negra X lua azul

Seguimos o calendário gregoriano, que define o mês com 30 ou 31 dias. Como a lunação tem cerca de 28 dias, é comum acumular essa diferença de dias. Por isso, em alguns meses, podem ocorrer duas luas novas ou duas luas cheias.

"Do ponto de vista astrológico, é relevante quando houver duas luas novas ou duas luas cheias dentro de um mesmo signo, entendendo que o signo é um pedaço do céu com 30°, por onde a lua passa e permanece por alguns dias", diz Virgínia.
No caso das luas novas, a segunda delas é chamada "lua negra". Quando envolve a cheia, a última é conhecida como "lua azul". Nas duas situações, as segundas luas que se mostram ainda mais fortes e intensas que as primeiras.

Fonte - Alto Astral - Cláudia Dias

terça-feira, 19 de maio de 2020

Homens na Wicca


"Os mistérios masculinos sempre tiveram seu lugar em muitas expressões da religião pagã. Para um Pagão, a espiritualidade masculina é respeitada como uma expressão do Deus em suas muitas formas. Homens pagãos buscam inspiração no Deus de Chifres e em outros aspectos da Divindade masculina, procurando alcançar dentro de si mesmos uma visão de sabedoria, força e amor. O Movimento Masculino é uma força de união em todo o mundo, constituindo uma expressão mais abrangente de uma espiritualidade masculina recém-desperta. Os homens estão questionando os papéis que a sociedade lhes atribui, procurando em seu interior por uma nova compreensão do espírito masculino."

Alguns segredos Que Cada HOMEM Precisa Saber Para Iniciar Na WICCA.


É homem? Você deseja praticar a Religião Wicca, mas sente discriminado, como se tivesse pessoas conspirando contra você e tentando sabotar o seu sucesso?
Você tem perguntas sobre a antiga Religião Mãe conhecida com Wicca Bruxaria Moderna e talvez você precise de algumas respostas para ajudá-lo?
O melhor de tudo, estes 3 Segredos irá colocá-lo no caminho certo para entender a importância da participação do Homem na Antiga Religião Mãe conhecida como Wicca Bruxaria Moderna.
➽ Segredo 1: O Deus Nasce Da Deusa

Na maioria dos Mitos Wicca o Deus nasce da Deusa depois torna seu par, trazendo à tona a fertilidade, vive em harmonia com ela depois morre seguindo o ciclo da Vida, Morte e Renascimento. Mesmo a Wicca Bruxaria Moderna sendo uma religião Matrifocal, a Deusa (Mulher) e seu Par (Homem) vivem em total equilíbrio e igualdade.
Muitas das estatuetas e pinturas rupestres da antiguidade mostravam a Deusa rodeada por animais completamente MASCULINOS, como leões, alces e bodes.
Outras estatuetas tinham espécies de corpos mórficos, uma mistura do masculino e do feminino em um só ser.
Eram seres perfeitos que viveram na segunda grande raça planetária chamada Hiperbórea e habitaram a Terra antes da separação dos sexos e antes também da raça Lemuriana e Atlânte. Em segredo esta Grande Raça Hiperbórea continua vivendo no polo norte, porém em um universo paralelo. (A Física Quântica atualmente admite e estuda a existência de Universos paralelos).


➽ Segredo 2: O Senhor da Colheita

Na Wicca o Deus (Homem) esta representado em muitas faces na Natureza, principalmente na sua face indomável, que exemplifica a fase do homem como caçador representado por um ser com aspecto humano, porém com chifres, chifres esses de Alce, mostrando ainda um animal selvagem.

Conforme o Homem foi cultivando a Terra e os domando os animais, esse Deus passou a ser apresentado por Corpo Humano, mas com chifres de bode, um animal dócil e domesticável. Mesmo tendo chifres de Bode ainda mantinha em seu ser à força do Deus selvagem dos chifres de Alce, como atesta a natureza do Deus Pã.

Os Símbolos normalmente utilizados para representar ou cultuar o Deus incluem a Espada, a Lança, Bastão, o Punhal, Faca ou Athame. Todos estes objetos representam o Órgão Sexual Masculino ou o Fálo como vou lhe mostrar no 3º segredo.
Os principais Sabats ligados ao Deus é o Yule, que marca o nascimento da Criança da Promessa, em Ostara o Deus se torna um jovem que esta alcançando sua maturidade.
A Deusa e o Deus são iguais e unidos. Quando nos aprofundamos nos mistérios na natureza passamos a ver todas as Mulheres como a essência da Grande Mãe Gaia.
Respeitamos a Mulher não como uma mera autoridade, mas como uma divindade que deve ser respeitada, adorada e amada para a realização da Grande Obra.



➽ Segredo 3: Os Cultos Fálicos - Culto ao Fogo


Graças à filosofia Iniciática de Zaratustra o culto ao fogo foi grandioso, na antiga Pérsia. Os sacerdotes persas adquiriram uma riquíssima liturgia mágica relacionada ao culto do fogo. Tinham, também, a missão de mantê-lo sempre aceso.

A doutrina secreta de Avesta diz que existem vários tipos de fogos: o fogo do raio, o que atua no interior do organismo, o das plantas e da natureza, o fogo dos vulcões, o fogo que os profanos usam para cozinhar e o fogo de AHURA¬MAZDA.
Este motivo irá ajudá-lo a entender que o Fogo tem muitas manifestações diferentes, mas de toda a mais poderosa é a de AHURA-MAZDA (Kundaline), é o fogo que resulta da na Transmutação das Energias Criadoras levando ao Despertar de Nossos Mágicos Poderes.

Este segredo irá ajudá-lo, a criar coragem e começar a praticar a antiga Religião Mãe e ter acesso a Segredos e Mistérios guardados a sete chaves.
Se você é um Homem que precisava de um empurrão para se Iniciar Na Wicca, então este artigo definitivamente é um grande começo.
Os 3 segredos vai certamente ajudá-lo a se aproximar de seus objetivos e ajudá-lo a Praticar a Religião Wicca livre de qualquer preconceito.

Fonte - Lua da Bruxa

terça-feira, 5 de maio de 2020

AS FACES DA DEUSA


A Deusa possui o aspecto primordial, a criação, conhecida como tríplice Deusa, a qual possui três faces. Cada face possuindo sua magia própria e sua ligação com a lua.  As seguidoras da wicca,  realizam seus rituais com bases nas faces da lua, alinhando seus rituais mágicos e até seu ciclo menstrual. Pelas faces da lua, meditação e rituais,  as bruxas,  procuram o maior conhecimento a cerca do sagrado feminino e a si próprio. 

Deusa Donzela - Também conhecida como Deusa Virgem,   possui esse nome em virtude da inocência que ela representa, uma  mulher livre, solteira, independente. A sua lua é a Crescente,  florescendo sua juventude e o início de um ciclo.  
➤Representada pela cor branca, ligada a inícios, é o momento para aflorar sua criatividade, iniciação de novos projetos.

Deusa Mãe -  Representa a criação,  a vida,  foi a primeira fase da Deusa a ser cultuada. Possuindo a lua Cheia como sua associação, ligada a fertilidade da Terra e seus frutos e ao seu ápice de força. Também foi nessa fase em que a Deusa deu a luz ao seu filho e seu futuro companheiro, Deus.
➤Representada pela cor vermelha,  ligada a intuição e mistérios.

Deusa Anciã -  Conhecedora dos mistérios, a face que ficou mais conhecida como "bruxa" , é a Deusa já na sua velhice,  a mulher sabia , dominadora do oculto e da magia.  Para ela fica designado a lua Minguante,  os fins e recomeços,  transformações e morte. 
➤Representada pela cor preta, ligada a seus conhecimentos e a morte. 

MEDITAÇÃO COM A DEUSA 

Há comprovações cientificas que meditar traz inúmeros benefícios para a saúde, tanto a mental quanto a espiritual do individuo.  A meditação é o despertar do homem com o seu EU interior, é o aprofundamento do autoconhecimento, é um caminho para  a maior dimensão do ser humano. Essa pratica, feita com constância, ajuda o ser humano a aliviar sintomas de estresse, depressão, ansiedade,  encontrado um caminho para seguir em frente e continuar a viver.
Há diversas vertentes de meditação disponíveis, umas que são especificas, para ansiedade, estresse. Mas através da meditação, conseguimos até descobrir nosso animal de poder,  conversar com o nosso EU interior e até entrarmos em contado com a nossa Deusa Interior.

Meditando para encontrar a Deusa: 


Comece tomando um banho mentalizando o objetivo de se conectar com sua Deusa.
Acenda um incenso de sua preferência e relaxe.
Sente-se de maneira confortável,  mantenha a coluna ereta.
Respire profundamente,  a cada respiração relaxe seu corpo, cada vez mais relaxado e tranquilo. Perceba sua respiração  mais tranquila conforme seu corpo vai relaxando, entrando num estado de relaxamento da consciência. 
Se pensamentos diversos aparecerem na sua mente, se concentre na respiração.
Se imagine em um campo, sinta as sensações do campo, o aspecto da grama, o vento  no seu rosto. 
Logo na sua frente existe uma trilha no meio do floresta, siga essa trilha, sem medos e receios. Conforme vá andando na trilha, sinta os aspectos das árvores, o chão em contatos com seus pés, o contato com a natureza.
Logo na sua frente há uma ponte, imagine essa ponte conforme sua preferência, nessa ponte há um grande portal, passe por esse portal sem medo, sinta uma energia forte ao passar por ele.  
Passando pelo portal, há um lindo rio, com água cristalina,  instantaneamente surge uma vontade de entrar no rio, sem pensar duas vezes,  você tira toda sua roupa e entra no rio, sinta essa água limpando todas as energias carregadas do seu corpo, relaxe na água. Quando se sentir preparada, saia da água,  ao redor do rio, há uma túnica, vista ela e vá em direção a uma caverna, na entrada dessa caverna, há uma luz dourada, vibrando muita energia, você entra nessa caverna,  e sinta-se confortável  para sentar-se e fechar seus olhos. 
Em sua frente, surge uma luz com energia muito forte,  sinta-se confortável para olhar para essa luz e se levantar. Vá em direção a luz, sem receios ou medos, em sua frente, essa luz torna-se a forma de uma Deusa, mantenha sua mente focada, agradeça a Deusa por ela ter comparecido, demonstre por ela seu carinho, converse com ela, conte de seus receios , suas dúvidas. Se não reconheceu qual Deusa é peça para ela deixar sinais no seu dia-a-dia e calmamente a deixe voltar para a forma de luz, agradeça pela experiência e volte para a saída da caverna, agradeça ao rio pela limpeza feita, saia do portal e volte novamente para o campo. 
Vá voltando para o mundo real, mexa levemente os dedos das mãos, do pé... Quando se sentir pronto, abra seus olhos, demonstre gratidão a sua Deusa e preste atenção nos próximos dias para os sinais que irão aparecer. 
Lembre-se de sempre ir afundo nos seus estudos da sua Deusa interior!

Meu Universo da Magia