sexta-feira, 15 de abril de 2016

Dia da Deusa Bast



15 de Abril  - Celebração de Bast

Bastet, Bast, Ubasti, Ba-en-Aset ou Ailuros (palavra grega para "gato") é uma divindade solar e Deusa da fertilidade, além de protetora das mulheres grávidas.


Deusa Bast

Origens

Bast era guardiã das casas, feroz defensora de seus filhos, representando o amor maternal. É também a deusa da música e da dança, protetora de todos os gatos, mas inimiga das serpentes. Filha de Rá, encarna o aspecto pacífico da deusa Sekhmet. Os egípcios parecem ter tido dificuldades para dissociar estas duas divindades e dizem que Bastet e Sekhmet são uma única pessoa com personalidades e características diferentes. A primeira é amável e sossegada, enquanto que a segunda é guerreira implacável. Quando Bastet se enfurecia transformava-se na terrível Sekhmet uma leoa que punha fogo pela garganta. Passada da cólera metamorfoseava-se novamente em gata, reassumindo sua docilidade.

Na sua forma primitiva era representada como uma mulher com cabeça de leoa, que levava numa das suas mãos a cruz ankl, símbolo da vida e na outra, um ceptro.

Mais tarde, adopta a iconografia de uma gata. Esta gata aparece então, majestosamente erguida sobre suas patas traseiras e adornada com joias, ou como uma mulher com cabeça de gata. Quando se apresenta na forma de gata, esta deusa está ligada à Lua (seu filho Khensu, era o deus da Lua).

Quando representada na forma de leoa é associada à luz solar. Bastet também é conhecida como a "Senhora do Leste", enquanto que Sehkmet é a "Senhora do Oeste". Bastet é esposa e irmã do deus Sol e a alma da Isis. Bastet era sempre representada com uma ninhada de gatinhos a seus pés para simbolizar a fertilidade. Bast é a mãe de todos os felinos identificada pelos gregos, com Ártemis ou Diana, também chamadas de mãe dos felinos.

O templo de Bastet mantinha gatos sagrados que eram embalsamados em grande cerimónia quando morriam. Todo aquele que matasse um gato no Egito recebia sentença de morte. Gatos pretos eram especialmente sagrados a Bast, por isso é muito tê-los em casa. O símbolo do gato preto era utilizado pelos médicos egípcios para anunciar a sua capacidade de cura.

Bast também é associada aos perfumante, portanto seu nome também possui uma outra tradução: " Senhora dos Unguentos"

Amores

Bastet é uma das esposas de Rá (deus Sol), com quem foi mãe de Nefertum e Mihos.

Mitos


Bast e Sekhmet

Dentro do mito das irmãs há o que coloca Bast como o outro lado de Sekhmet depois que esta foi enganada com cerveja - ou leite, depende da versão – por Thot, na tentativa de apaziguar a ira de Sekhmet, que numa fúria incontrolável dizimava a humanidade (provavelmente por um bom motivo, já que Sekhmet destrói o que passa dos limites, o que já não serve mais). Após beber o líquido achando ser sangue, Sekhmet se transforma em Bast, o que nos leva ao ciclo de vida-morte-vida. Bast, entra para fertilizar com o calor do Sol, Rá. Versões mais antigas colocam Bast como uma gata selvagem, sem o aspecto domesticado que os gatos têm hoje. De qualquer forma, Bast tem a alegria e a paixão do Sol que aquece e cria, e não do que destrói.

- Dia propicio para trabalhar a independência, a flexibilidade e brincar como uma gata, desfrutando os pequenos prazeres da vida.


Raphael Kakazu