terça-feira, 8 de março de 2016

08 de Março - Dia Internacional da Mulher



Que possamos relembrar e refletir o real motivo da comemoração dessa data.. Das mulheres de luta que deixaram a marca no mundo em busca de direitos sociais, políticos e econômicos, porque esse momento histórico, tivemos que encontrar em nós mulheres a força masculina, o externo, a consciência, compreensão, lógica, ação.. Essa força masculina interna nada tem a ver com o gênero. E sim a dualidade que existe em todos nós. Com o passar dos anos, essa força foi sendo acentuada, conforme nossas necessidades por igualdade. E, infelizmente fomos nos desconectando com nosso SAGRADO feminino. Isso gerou um desequilíbrio tão grande em nós, que pode ser visto externamente através da natureza, nossa mãe terra, que é o feminino em nós.
A força do masculino trouxe compreensão e abortou o sentir, enfatizou a lógica e exterminou a intuição, ressaltou o eu-ego e se desligou do eu interior.
Olhe para si? Onde foi parar o sentir, a sua intuição, o acolhimento, a amorosidade?
Não, e não é culpa nossa, nem de ninguém! Eu acredito que nesse momento nós fomos "obrigadas" a exteriorizar essa força. Mas acredito também que está em tempo de voltar pra dentro, de abrir a janela e colocar aquelas flores pra pegar luz, de deixar pra lá aquelas roupas pra lavar e sentar no final do dia.. ouvir uma música que talvez te lembre de um tempo em que era espontânea, esquecer os problemas do trabalho e simplesmente respirar, se sentir, se tocar, se amar.
Eu agradeço às mulheres, mães ou não, avós, bisavós, tias, primas, madrinhas, amigas.. todas as mulheres divinas de luta, de amor, de esperança, de lógica e intuição. A toda irmandade que nos conduziu até aqui, pelas conquistas e até vidas que foram "doadas". Eu sei que cada mulher faz aquilo que precisa ser feito naquele momento e que cada uma está em seu processo individual, seja o trabalhar demais ao se maternalizar, seja o que for, fazemos o que achamos viável no momento, conforme nossas necessidades corporais, econômicas e emocionais. Independente do modo de vida atual, eu desejo fortemente que possamos reintegrar esse feminino ao masculino..
E lembrar que esse é um dia de reflexão, que podemos parar em algum momento do dia e pensar: como está nossa vida e como está nossa mãe natureza que é o reflexo do que há dentro de nós.
O despertar sempre de dentro pra fora!

“Toda mulher é, para mim, uma representante da Mãe. Vejo a Mãe Cósmica em todas.
Paramahansa Yogananda, grande mestre iogue, explica que a Natureza e todos os elementos naturais são uma representação da Mãe Divina, a energia feminina manifestada em forma de Criação. Nesse Dia da Mulher seria importante percebermos como estamos lidando com a energia feminina deste planeta. É um momento para nós, seres humanos, de não apenas reverenciar o feminino, mas tomar medidas práticas para que a Natureza seja realmente preservada e possa novamente assumir o papel de nossa Mãe Divina."



Kalynne Rafaelle